Rankings 2019

O Conselho Diretivo do CIC
29/06/2020

Foram hoje, dia 27/06/2020, publicados os Rankings das Escolas relativos ao ano de 2019.
Sobre os Rankings muito se tem dito e escrito.
O Conselho Diretivo do Colégio Internato dos Carvalhos não considera que os Rankings sejam o elemento único, nem porventura o mais importante para aferir da qualidade das escolas, mas eles não deixam de traduzir muito do trabalho que, ao longo dos anos, se vai fazendo nesses espaços de aprendizagem e crescimento dos nossos jovens.

 

 

O Projeto Educativo das Escolas, o seu Ideário, a sua Visão e Missão, a competência e estabilidade do seu Corpo Docente e Não Docente, a qualidade dos seus Alunos (proveniência social, cultural e económica), a participação e o interesse pela vida da escola dos Encarregados de Educação, a qualidade dos equipamentos escolares, a liderança pedagógica, entre outros, são fatores que marcam, de maneira relevante, o maior ou menor sucesso que se obtém.


No caso do CIC, ao longo dos anos, sempre temos tido como objetivos principais todos os fatores enumerados no parágrafo anterior. E como consequência, pensamos nós, os Rankings acabam por traduzir a qualidade desses mesmos fatores.


Sabemos que há escolas que selecionam os seus alunos, de acordo com critérios que lhes garantam maior qualidade, competência, meios e apoios, que se traduzem em resultados. Desde logo o fator económico, pois, infelizmente, não está ao alcance de todos escolher uma escola privada para os seus filhos, pelos encargos financeiros que isso acarreta. Daí percebermos que, nos Rankings, haja um domínio das escolas privadas.


O CIC, apesar de ser uma escola de uma entidade privada, exerce um serviço público de educação/formação, cujo ensino é gratuito, porque financiado pelo Estado e pela EU.


E por esse facto, a seleção dos nossos alunos é feita de acordo com os critérios da lei, nomeadamente o Despacho Normativo nº 5, de 2020, onde os alunos da educação inclusiva e os beneficiários da ação social escolar (ASE), são os que conseguem prioridade na admissão, dado que o número anual de candidatos ultrapassa largamente o número de vagas. Na última década, em média, anualmente, mais de duas centenas de candidatos não conseguem vaga no CIC.


Por isso, os nossos alunos, na sua esmagadora maioria, não pertencem às elites financeiras do país.


Fazendo uma análise aos Rankings hoje publicados no jornal Público, que toma como base as escolas que tiveram, no mínimo 50 provas de exame nacional, verificamos que o CIC (que teve 427 provas realizadas nas 8 disciplinas analisadas) ocupa a 34ª posição a nível nacional (num universo de mais de 600 escolas secundárias), sendo todas as 33 anteriormente classificadas escolas privadas, a 10ª posição no distrito do Porto, sendo, como anteriormente dito, as 9 primeiras privadas, e a 1ª posição no concelho de Gaia.


Como anteriormente dito, não sendo os Rankings o elemento único de avaliação das escolas, quiçá nem mesmo o mais importante, não deixa de ser um barómetro significativo do trabalho aí realizado.


Por isso, o Conselho Diretivo do CIC quer deixar, aqui, uma palavra de muito apreço a todos quantos contribuíram para estes resultados.

 

No Concelho de Vila Nova de Gaia, o Colégio Internato dos Carvalhos é a escola com melhores resultados nos exames nacionais.

 

No distrito do Porto ficámos em 10º lugar, sendo que todas as escolas que se posicionaram à nossa frente são colégios privados, em que a lecionação é suportada pelos pais e a admissão dos alunos não está sujeita à lei governamental do Despacho Normativo nº 5/2020, de 21 de abril, artigo 12º.

 

 

 

A nível nacional o CIC ocupa a 34ª posição, sendo as 33 escolas que nos precedem com melhores resultados nos exames nacionais, em 2019, são todas escolas privadas onde os alunos não estão sujeitos à seriação legal do Despacho Normativo nº 5/2020, de 21 de abril, no seu artigo 12º, já anteriormente referido.

 

 

NOTA: Ontem, dia 26/6/2020, saiu uma notícia no jornal Público onde era referido que o Colégio Internato dos Carvalhos foi uma das escolas que foram inspecionadas em 2019 por causa da inflação de notas, tendo por base os resultados dos exames nacionais de 2018 e 2019. Em abono da verdade, e para que não restem dúvidas, quem foi alvo de inspeção foi o Colégio Internato Claret, que tem uma gestão pedagógica autónoma do Colégio Internato dos Carvalhos desde 2018, embora a denominação oficial de Colégio Internato Claret só tenha ocorrido em 2019. Aliás, o próprio relatório da IGEC (Inspeção Geral da Educação e Ciência) refere esse facto em várias páginas desse documento.

 

 

O Conselho Diretivo do CIC