“Mês de Maria”

Pel´ O Conselho de Pastoral e Gestão de Projetos
Ana Sofia Viana
01/05/2021

Inicia-se, hoje, o mês de maio, carinhosamente apelidado em Portugal de “Mês de Maria”, pois, nele, se celebra o aniversário das aparições da Virgem Maria aos três pastorinhos de Fátima, a 13 de maio de 1917.

 

A devoção à Virgem Maria está enraizada na história de Portugal, tendo esta sido, durante as cortes de 1646, coroada Rainha e Padroeira de Portugal, sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição. Esta devoção foi fortalecida pelas aparições de Fátima, cujas inúmeras peregrinações de fiéis em busca do “consolo e conforto do regaço da Mãe” lhe conferem atualmente a designação de “Altar do Mundo”.


Também para os Missionários Claretianos, ou melhor dizendo, Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (CMF), este é um mês especial em Portugal. Conheçamos, pois, melhor a sua identidade refletindo sobre o texto que os define como Congregação:


"Um filho do Imaculado Coração de Maria é um homem que arde em caridade e abrasa por onde passa. Deseja eficazmente e procura por todos os meios inflamar o mundo no fogo do divino amor. Nada o detém. Alegra-se nas privações. Enfrenta os trabalhos. Abraça os sacrifícios. Compraz-se nas calúnias. Alegra-se nos tormentos e dores que sofre e gloria-se na cruz de Jesus Cristo. Não pensa senão em como seguir e imitar Cristo na oração, no trabalho e no sofrimento, procurando sempre e unicamente a maior glória de Deus e a salvação dos homens". (Santo António Maria Claret)


Dirijamos, então, as nossas orações a Nossa Senhora do Rosário de Fátima, confiando ao seu Imaculado Coração de Mãe as nossas preces.

 


Pel’ O Conselho de Pastoral e Gestão de Projetos
Ana Sofia Viana