A Pandemia e a Saudade.
Uma visão artística sobre a Saudade em contexto Pandémico.

Aluna Catarina da Fonseca Mota
Professora Ana Gonçalves
05/04/2021

No âmbito da disciplina de Técnicas de Edição Gráfica, do 11º Ano, do Curso de Artes e Indústrias Gráficas, foi pedido aos(às) aluno(a)s que realizassem um Livro Objeto que tivesse como fonte de inspiração a forma tradicional de um livro. No entanto, deveria estar sujeito a um tema (à escolha de cada aluno/a) e tornar-se um objeto de experimentação, causando emoções ao leitor. Este Livro deveria conter diversas formas de interação, sem perder a coerência gráfica e o sentido de design editorial, assim como conciliar várias técnicas, desde as tecnológicas às mais manuais e artísticas.

 

Nesse sentido, aluna Catarina Mota do 11ºAG realizou um Livro Objeto com o tema - Saudade - e que reflete os seus sentimentos no contexto em que vivemos, de acordo com o seu testemunho:


“Na realização de um Livro Objeto, o tema foi um tópico difícil para conseguir escolher, porém, eu queria que fosse um tema sensível, de forma a transmitir emoção e uma ligação com o leitor. E, para isso, nada melhor do que me inspirar no momento difícil que o mundo está a passar durante a pandemia. Um dos meus objetivos era que as pessoas percebessem que não estão sozinhas neste isolamento, e que ter saudades daquilo que éramos e aquilo que tínhamos é normal. Além disso, queria tornar o significado da palavra “saudade” em algo palpável e humano, esta, que é uma palavra exclusiva da língua portuguesa.


Durante o processo de concretização do mesmo, pretendia que o livro me representasse e que fosse algo que me sentisse confortável a fazer, transmitindo singularidade e sentimento. Então, decidi colocar nele a minha paixão pela escrita e pelas artes, começando por perguntar a pessoas próximas do que é que elas mais sentiam falta da vida antes da quarentena, inspirando-me assim para escrever sobre as saudades daqueles que me rodeiam, dando origem às frases que se encontram no interior do livro.


Após a finalização do trabalho, este permitiu-me refletir mais sobre a minha visão da pandemia, o que ela trouxe e o que nos tirou. Além disso, comecei a olhar para o meu futuro de forma diferente, porque, afinal de contas, um vírus acabou com os nossos planos e oportunidades em pouco tempo e isso fez-me perceber o quão frágil o ser humano é e quanto a vida é passageira. Além disso, a quarentena (re)significou a palavra saudade, fazendo-nos dar valor à liberdade, ao tempo, a um verdadeiro sorriso e abraço.”


Para a realização deste trabalho os alunos integraram múltiplas respostas e soluções criativas, gráficas e plásticas, desde a paginação e composição de elementos gráficos, passando pela sua execução (produção do livro e acabamentos) e, posteriormente, à criação do vídeo e sua edição. Pretendeu-se o desenvolvimento de um projeto criativo, integrador de diferentes saberes/áreas e que estimulasse o espírito de iniciativa e a capacidade de inovação.


Foi um trabalho sempre coordenado à distância, com muita interação entre aluno(a)s e professora e que se tornou numa enriquecedora experiência e aprendizagem.


“…este livro ajudou-me a abrir horizontes e a ampliar o meu conhecimento como uma jovem artista, e, tal como a saudade, este trabalho será uma marca eterna na minha alma.”


Pode assistir aqui

 


Catarina da Fonseca Mota,
Professora Ana Gonçalves