“TIC TAC… DESPIERTA!” - Encontro Provincial Pedagógico

Pelos professores participantes do CIC,
Sara Lopes, Diana Paupério, Fernanda Belém e Miguel Ângelo
18/11/2021

O Colégio S. António Maria Claret da cidade de Don Benito, província de Badajoz (Espanha), acolheu, nos dias 10, 11 e 12 de novembro, o III Encontro Pedagógico Provincial dos Colégios Claretianos da Província de Fátima, com o mote “TIC TAC… Despierta!”, subordinado ao tema do uso das tecnologias ao serviço da educação.

 

Neste encontro formativo, dirigido aos docentes dos Colégios Claretianos da Província de Fátima, estiveram presentes representantes do Colégio Internato dos Carvalhos, Colégio Internato Claret, Carvalhos, Colégio Claretiano de Sevilha, Andaluzia, e Colégio de Las Palmas, Gran Canária.


Durante estes três dias, sob o tema da competência digital e a sua implementação nas escolas do século XXI, os docentes tiveram um espaço de formação onde puderam refletir sobre as competências digitais e a sua implementação na sala de aula e, ainda, sobre a forma como as novas tecnologias e a ludificação de alguns dos conteúdos programáticos podem contribuir para a motivação e envolvimento dos alunos no processo de ensino-aprendizagem.


Os professores presentes neste Encontro partilharam experiências, ferramentas e aplicações de uso didático-pedagógico e tiveram, também, oportunidade de conhecer/aceder a novas ferramentas digitais que, quando colocadas ao serviço da aprendizagem, podem oferecer novas potencialidades. Cada professor, de acordo com as especificidades das suas disciplinas, das suas turmas e do próprio contexto escolar, deve selecionar aquelas que mais poderão contribuir para o sucesso dos seus alunos. Ludificar a aprendizagem não significa “jogar na sala de aula”, mas, sim, usar as ferramentas tecnológicas com uma clara intencionalidade pedagógica, colocando sempre o aluno no centro da aprendizagem e contribuindo para uma educação holística, integral, significativa e emocional.


Os professores apresentam-se como forasteiros neste novo mundo digital. Os alunos, nascidos nesta era tecnológica, são já nativos digitais. Assim, na medida do possível, a escola deve estimular a sua curiosidade e vontade de aprender, isto é, as atividades propostas devem desafiar e motivar o aluno para a aprendizagem.


Efetivamente, o trabalho cooperativo/colaborativo desenvolvido ao longo destes três dias foi profícuo tendo todos os presentes ficado convencidos de que “se só fazes o que sabes fazer, nunca serás melhor do que és agora”. É necessário “Despertar” para novas práticas educativas, procurando uma formação que promova uma educação de qualidade.


O espírito de partilha e de boa camaradagem entre todos os participantes foi, aliás, uma constante contribuindo para o sucesso deste encontro e possibilitando a criação de redes de trabalho entre os docentes dos vários Colégios Claretianos.



Pelos professores participantes do CIC,
Sara Lopes, Diana Paupério, Fernanda Belém e Miguel Ângelo